Política de Privacidade e Uso de Dados da Revelo

1. INTRODUÇÃO.

2. COLETA E USO DE DADOS.

3. SEGURANÇA.

4. SEUS DIREITOS.

5. COMO EXERCER SEUS DIREITOS.

6. ALTERAÇÕES A ESSA POLÍTICA.

GLOSSÁRIO

“Consentimento” significa a manifestação livre, informada e inequívoca pela qual o titular concorda com o tratamento de seus dados pessoais para uma finalidade determinada.

“Controlador” significa a pessoa natural ou jurídica, de direito público ou privado, a quem competem as decisões referentes ao tratamento de dados pessoais; no âmbito desta Política, o Controlador é a Revelo

“Dados Pessoais” significa a informação relacionada a pessoa natural identificada ou identificável, e especialmente os dados pessoais tratados pela Revelo na condição de Controlador;

“Leis de Proteção de Dados” significa todas as leis, normas e regulamentos, nacionais e estrangeiros, que regem o tratamento de dados pessoais, especificamente, mas não se limitando à, LGPD, além das normas e regulamentos adotados pelas competentes autoridades de proteção de dados, notadamente, a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (“ANPD”).

LGPD Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (Lei Federal nº 13.709/2018)

“Incidente de Segurança” significa toda violação que provoque, de modo acidental ou ilícito, a destruição, a perda, a alteração, a divulgação ou o acesso não autorizado a dados pessoais transmitidos, conservados ou sujeitos a qualquer outro tipo de tratamento.

"Nós", "nos" e "nosso" se referem à Revelo. 

“Titular” é a pessoa natural a quem se referem os dados pessoais que são objeto de tratamento, isto é, você.

“Tratamento” significa toda operação realizada com dados pessoais, como as que se referem a coleta, produção, recepção, classificação, utilização, acesso, reprodução, transmissão, distribuição, processamento, arquivamento, armazenamento, eliminação, avaliação ou controle da informação, modificação, comunicação, transferência, difusão ou extração.

texto